da Escola Secundária com 3º ciclo de Ferreira Dias

O que é um Vírus Informático?virus 4

Em informática, um programa que se reproduz e transfere de um computador para outro sem que o utilizador se aperceba pode ser um vírus.  A maioria destes programas (os vírus são programas) são criados para destruir dados ou imobilizar a operação dos sistemas.  São transmitidos em ficheiros contidos em CDs, pens USB, discos externos ou em transmissões online.

O vírus ataca agregando-se a um determinado programa já instalado no computador, de forma a que, quando este arranca, o vírus arranca com ele, propagando uma infecção. Este fenómeno ocorre, normalmente, sem o conhecimento do utilizador. Ao infectar o sistema operativo, um vírus poderá replicar-se a si mesmo e tentar infectar outros computadores, através de diversos meios.

Um vírus tanto pode ser um inofensivo programa que pouco mais faz que incomodar ligeiramente, como pode ir ao extremo de destruir ficheiros e tornar um computador inoperável. Contudo, uma característica comum a todos os vírus é a velocidade com que se propagam, contaminando outros ficheiros e computadores ligados à Internet que se revelem mais vulneráveis.

 

 

Os vírus podem ser divididos em três grandes tipos: 

1 –  programas de demonstração (sim, construir um vírus também pode ter um objectivo educativo!);
2 –  programas de pesquisa para o conhecimento de “viroses” e métodos de ataque e finalmente, o pior de todos os motivos;
3 – programas de gente com más intenções.

Como Atacam?

Os vírus passam geralmente de um computador para outro por troca de ficheiros em pens, por exemplo.virus 3
Podem também passar quando vais buscar programas a outras máquinas via internet (downloads).
Esta “infecção” é perigosa, pois não dá sinais e infecta o computador sem se dar por isso.

Se descobrires um vírus no teu computador deves imediatamente tentar descobrir a sua origem e alertar quem to passou. (No entanto, há já alguns vírus inteligentes que se apagam das pens depois de se copiarem para o disco do computador, perdendo-se assim o seu rasto e impedindo a sua eliminação.)

Como Saber se Tens um Vírus no teu Computador?

Os vírus tentam difundir-se ao máximo até que começam a dar sinais de vida. Mas podem, por vezes, ser detectados sinais de uma infecção.
É importante usar esta oportunidade para detectar e eliminar o vírus antes que este comece a sua fase de destruição.

Há vários tipos de sintomas que passam por mensagens, sons, ou gráficos. No entanto a principal indicação é a alteração do tamanho dos ficheiros e o seu conteúdo.
A diminuição da memória disponível é um bom indicador, pois o vírus tem que estar aí algures alojado.

A detecção mais frequente é feita através da pesquisa de determinadas assinaturas (simples sequências de letras próprias de cada tipo de vírus). Mas este tipo de pesquisa pode falhar porque pode haver outro programa (normal) com a mesma assinatura.

Outros são detectados pelo funcionamento estranho, pois estão residentes na memória ou utilizam os recursos da máquina.

 

Os Anti-Vírus

Para combater este mal há programas que detectam a existência dos vírus depois destes se terem infiltrado num computador, ou, de preferêantivirusncia, antes.
Os mais conhecidos são os programas da Panda Software, da Norton e da McAfee.

O mais aconselhável é utilizar vários tipos de detectores de vírus para assegurar melhor imunidade. Por o número de vírus estar sempre a aumentar, o melhor é ter as versões mais recentes destes programas.

 

Como Prevenir Infecções de Vírus Informáticos

–> Muito cuidado ao fazer downloads e instalações de programas ou documentos da internet.
–> Muito cuidado também ao abrir documentos e programas recebidos por e-mail, sobretudo se não conhecemos quem os enviou.
–> Utilizar sempre software anti-vírus actualizado.
–> Fazer cópias regulares (para discos externos ou CD-ROM) dos documentos que temos no computador. Assim não perdemos as informações que se encontram armazenadas no disco rígido em caso de ataque de um vírus.

 

O que Fazer ao Detectar um Vírus?

Não entres em pânico, age calmamente e evita ao máximo precipitares-te.

O procedimento correcto é (para além de chamares quem saiba mais que tu):
1. Desligar o computador.
2. Voltar a ligá-lo, mas desta vez através de um disco externo “limpo”, protegido em termos de escrita e com um anti-vírus que possa remover o vírus em questão.
Se arrancares o computador através dum disco externo o vírus do disco duro não ficará activo.

Se a infecção for num CD, não desesperes, o lixo não é solução aconselhável. Através de um detector no disco duro podes eliminar a mesma facilmente.

Quando detectados, alguns vírus podem ser removidos de um modo seguro do computador, enquanto que outros causam tais danos que a solução é mesmo voltar formatá-lo e voltar a instalar todos os programas que tinhas antes do computador ser infectado.

Todos os tipos de vírus são bastante perigosos e não convém facilitar: um vírus pode espalhar-se a milhares, ou mesmo milhões, de computadores em poucas horas!
A única solução é a prevenção.

Fonte: www.junior.te.pt

Tipo de Vírus



%d bloggers like this: